sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Mulher de todos os dias


Marcelle Melo


Sorria, a Vida é Bela!


Sempre é tempo de recomeçar...

Sempre é tempo de recomeçar. Em qualquer situação podemos
abrir novas portas, conhecer novos lugares, novas pessoas,
ter outros sonhos. Renovar o nosso compromisso com a vida e
assim, renascer para a vida e alcançar a felicidade.
Não importa quem te feriu, o importante é que você ficou.

Não interessa o que te faltou, tudo pode ser conquistado.
Não se ligue em quem te traiu, você foi fiel.
Não se lamente por quem se foi, cada um tem seu tempo.
Não reclame da dor, ela é a conselheira que nos chama de
volta ao caminho. Não se espante com as pessoas, cada um
carrega dentro de si, dores e marcas que alteram o seu
comportamento, ora estamos felizes e transbordamos de
alegria e paz, ora estamos melancólicos e
só queremos ficar sozinhos.

O mundo está cheio de novas oportunidades, basta
olhar para a terra depois da chuva.
Veja quantas plantinhas estão surgindo,
como o verde se espalha mais bonito e
forte depois da tempestade. As portas se
abrem para os que não tem medo de enfrentar as
adversidades da vida, para os que caíram,
mas se levantam com o brilho de vitória nos olhos.

Todo o caminho tem duas mãos, uma que seguimos
ainda com passos inseguros, com medo, porque
não sabemos ainda o que vamos encontrar lá
na frente. Na volta, mesmo derrotados,
já sabemos o que tem no caminho, e quando
um dia, resolvemos enfrentar os nossos medos e
fazer essa viagem novamente, somos mais fortes,
nossos passos são mais firmes, já sabemos onde e
como chegar ao destino. O destino é a vitória,
o seu destino é ser feliz, eu creio nisso, e você?
Você está pronto para recomeçar?

O caminho está a tua espera, pé na estrada,
coloque um sonho na alma, fé no coração e
esperança na mochila, a vida se enche de
novidades para os que se aventuram na viagem que
conduz a verdadeira liberdade.


Gabriel Chalita

A matéria-prima de que fomos feitos são
duas, paradoxalmente duas: pó e amor!
O pó explica a nossa existência.
O amor, a nossa essência.
O pó nos iguala - o que é necessário.
O amor nos identifica - o que é essencial.
Fazemos parte da multidão e somos únicos.

Gabriel Chalita